Reajuste de 3,43% é confirmado pelo INSS para aposentados e pensionista em 2019

Posted by ORN on February 8, 2019 in Posts | Short Link

Os beneficiários do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) que recebem acima de R$ 998 (valor de um salário mínimo), passam a receber a aposentadoria ou pensão com reajuste de 3,43%. As notícias sobre o reajuste foram publicadas no DOU (Diário Oficial da União) após serem confirmadas pela “Portaria do Ministério da Economia” no dia 16 de janeiro de 2019.

As mudanças que ocorreram no valor da aposentadoria já eram ditas como certa desde o dia 11 de janeiro deste ano, logo após a revelação do IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) do mês de dezembro do ano passado. O índice é importante para a realização do reajuste do INSS de beneficiários que recebem valores acima do piso estabelecido em todo o país.

A partir deste reajuste, um beneficiário do INSS, podendo ser aposentado ou pensionista que antes recebia R$ 1.000,00, agora irá receber R$ 1.034,30 este ano. Neste caso, o teto da Previdência Social passa de R$ 5.645,80 para R$ 5.839,45 em 2019.

Em 2018, o valor do benefício pago aos aposentados e pensionistas já tinha sofrido aumento de 2,07%. Esse reajuste do benefício este ano segue menor que o reajuste do salário mínimo, que saltou de R$ 954 para R$ 998 em 2019. O reajuste do salário mínimo em 2019 é equivalente a 4,61% e está valendo desde o dia 1º de janeiro deste ano.

Os pagamentos do INSS já com reajuste serão pagos aos beneficiários entre o dia 25 de janeiro e 7 de fevereiro de 2019. Neste caso, a tabela do INSS que traz as datas de pagamentos do benefício deste ano já pode ser consultadas. São datas que tendem a variar conforme o valor a ser pago e o último número do benefício (sem considerar o dígito).

O aumento segue um diferencial de percentual para a categoria de aposentados gerada ao longo dos anos. Desta forma, existe um certo achatamento deste valor em comparação com o reajuste do salário mínimo. Ou seja, o aposentado passa a receber aposentadoria com referência em 5 salários mínimos e ao longo de 12 anos a referência passa a ser de 2 salários mínimos.

Copyright © 2016-2019 Falando de Frente All rights reserved.
This site is using the Shades theme, v2.4.1, from BuyNowShop.com.