Irregularidade na Europa intensifica deportações de brasileiros

Posted by ORN on January 12, 2018 in Posts | Short Link

Para tentar condições mais vantajosas de trabalho e de estilo de vida, diversos brasileiros tentam imigrar para países europeus na esperança de conquistar o seu lugar ao sol e de garantir uma estabilidade na vida financeira, e para isso não temem as deportações que podem acontecer.

Devido à crise brasileira, o movimento de saída do país aumentou, isso elevou o índice de brasileiros que foram deportados da Europa, contribuindo para ocupar a décima posição entre as países com o maior número de deportações. Apenas durante os seis primeiros meses foram mais de três mil ordens judiciais que foram realizadas pelos tribunais em vários países da Europa que determinaram o retorno dos brasileiros.

Em 2016 durante o primeiro semestre o número de pedidos de deportação foi de R$ 2,3 mil, um aumento de 37% no período de um ano. De acordo com serviços de imigração em Bruxelas, durante os anos de 2015 e 2016, as ordens de deportação de brasileiros foram as que predominaram.

As estatísticas são de brasileiros que estavam morando de maneira irregular no continente, o que não inclui os que foram barrados nos aeroportos.

No ano de 2016, o total de 3,7 mil brasileiros foram barrados nas entradas dos aeroportos europeus, enquanto no primeiro semestre de 2017, o total foi de 1,7 mil.

Nesse ano de 2017 o número de estrangeiros em solo europeu que foram recusados não podem ser ignorados. Na Itália foram recusados 826 albaneses, em Portugal 312 brasileiros, e na Espanha 347 colombianos.

As expulsões ganharam força. Apenas em 2016 no primeiro trimestre foram expulsos 986 brasileiros. Em 2017, durante os três primeiros meses a taxa foi de 1,5 mil em abril, no mês de junho foram 1619 deportações, com uma média de 18 por dia.

No topo da lista de mais deportados estão Ucrânia e Marrocos, com mais de 11 mil casos no primeiro semestre de 2017.

Com leis mais restritivas a Europa está sendo meticulosa para punir empresas que mantêm funcionários sem registro com multas, principalmente com o número crescente de brasileiros que estão em uma situação irregular na Europa.

 

Copyright © 2016-2018 Falando de Frente All rights reserved.
This site is using the Shades theme, v2.4.1, from BuyNowShop.com.