Fiscalização de impostos sonegados apresentam altos valores

Posted by ORN on October 14, 2017 in Posts | Short Link

 

O serviço eficiente para identificar e paralisar infratores é feito pela Receita Federal, um órgão competente para punir de forma incisiva delitos relacionados a sonegação de impostos. Apesar dos bons resultados atingidos até agora, entidades relacionadas a questões fazendárias estimam que mais de R$ 400 bilhões são sonegados anualmente no Brasil.

Para aumentar a eficiência do Fisco, o Brasil utiliza uma estrutura tecnológica para monitorar transações financeiras entre empresas e pessoas, mas nem todas as aplicações dos métodos da Receita são indiscutivelmente aceitas, sendo que algumas são consideradas polêmicas.

O valor de 200 milhões de reais foi o total de uma autuação da Receita Federal contra o jogador de futebol Neymar que supostamente havia cometido sonegação. Com o suporte dos advogados que recorreram da multa, o caso chegou no Conselho de Administrativo de Recursos Fiscais (Carf), o órgão máximo de julgamento desse tipo de processo no fisco nacional. Para que o caso fosse encerrado, Neymar desembolsou o pagamento de aproximadamente 9 milhões de reais.

Os frigoríficos Bertin e JBS têm uma estrutura complexa de sociedade e formam a maior empresa de carne do mundo, sendo alvo de investigação da fiscalização tributária. São diversas as investigações sobre essa companhia. O Fisco foi o responsável por um dos primeiros questionamentos. No ano de 2016 a Receita Federal multou a Bertin em 3 milhões de reais, mas ainda existem tentativas da empresa de reverter esse pagamento.

A união entre o Itaú e o Unibanco provocou vários questionamentos em relação a sua nova reestruturação, e teria uma possível sonegação de tributos pelos quais foram cobrados R$ 25 bilhões da instituição, no entanto, o banco recorreu ao órgão máximo que possui instâncias de análises das multas, a vitória do caso foi do banco, cujo julgamento decisivo chegou no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf). Esse caso ficou conhecido por dois fatos peculiares: o alto valor cobrado, um dos maiores da história, e uma corrupção policial. Houve uma denúncia do banco que auxiliou a Polícia Federal a prender um dos conselheiros do Carf, por exigir propina para votar para o conselho favoravelmente enquanto o processo permanecia em análise.

 

Copyright © 2016-2018 Falando de Frente All rights reserved.
This site is using the Shades theme, v2.4.1, from BuyNowShop.com.