Participantes do Enem têm prova anulada pelo Inep após confirmação de fraude

Posted by ORN on September 30, 2017 in Posts | Short Link

Um novo anuncio feito pelo Inep – Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, revelou que houve fraudes cometidas por candidatos na prova do Enem – Exame Nacional do Ensino Médio. O resultado divulgado pelo instituto apontou que 13 participantes da prova foram indicados por terem comedido fraude no Enem de 2016 e de 2015, sendo que três desses participantes fizeram a prova no ano de 2015, e os outros dez fizeram a última edição da prova.

As suspeitas de fraude foram apontadas primeiramente pela Polícia Federal, que após ter concluído o inquérito nº 1560/2016-4-SR/PF/MA, também conhecido como operação “Jogo Limpo”, suspeitou dos casos de fraude que foram deflagrados e apurados pela Superintendência Regional do Maranhão.

O Código Penal diz que em caso comprovado de fraude na prova do Enem, o culpado terá que pagar uma multa e ainda ficar recluso por até seis anos. Embora os casos já tenham sido averiguados e confirmados pelas autoridades, até o momento a única punição aplicada nos participantes foi a de anulação da prova, que tem caráter imediato se houver a suspeita de fraude.

Além disso, o Inep anunciou que um ofício será encaminhado diretamente para o MEC – Ministério da Educação, que ficará responsável por informar as instituições de ensino que matricularam os 13 participantes fraudulentos. O Inep relatou que as instituições deverão tomar “as medidas administrativas cabíveis”, que em outras palavras deve ser interpretado como a anulação da inscrição desses alunos.

Em um resumo dos casos, na prova de 2015 três participantes foram acusados de fraude, eles correspondem a dois irmãos e um primo, que participaram do Enem em uma cidade do Maranhão. Os três participantes solicitaram o tipo de atendimento para sabatistas, aquele em que é reservado aos participantes que guardam o sábado por motivo religioso, sendo assim eles passaram o dia em uma única sala. A fraude foi comprovada através do gabarito idêntico dos três participantes no sábado. Já na prova que aconteceu no domingo, os participantes tiveram respostas diferentes, isso porque não ficaram na mesma sala.

Já no Enem de 2016 houve 10 casos diferentes, dentre eles uma mulher foi presa em flagrante no ato da prova. Outro participante também foi preso depois que confessou que sabia o tema da redação antes da prova ser aplicada. As autoridades da prova confiscaram uma cola escrita de outro participante. No final das contas a maioria dos participantes que fraudaram tiveram a admissão no curso de medicina.

Copyright © 2016-2018 Falando de Frente All rights reserved.
This site is using the Shades theme, v2.4.1, from BuyNowShop.com.